Segunda, 25 de Outubro de 2021
31°

Trovoada

Macapá - AP

Saúde Amapá, Saúde

Covid-19: Unidade Sentinela registra baixa procura por atendimento e queda de casos positivos da doença

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA), a queda considerável é resultado do avanço da campanha de vacinação, que soma até esta terça-feira, 21, 102.699 doses aplicadas, sendo 73.169 pessoas vacinadas com a primeira dose (76% da população vacinável) e 23.389 pessoas que já completaram o esquema vacinal para combater a doença (28,6%)

22/09/2021 às 10h14
Por: Emanoel Jordânio Fonte: Blog Santana do Amapá
Compartilhe:
Covid-19: Unidade Sentinela registra baixa procura por atendimento e queda de casos positivos da doença

À medida que a vacinação contra a Covid-19 avança, a pandemia perde cada vez mais força. Esta é a explicação técnica considerada pela Prefeitura de Santana, para a queda na procura por atendimentos na Unidade Sentinela Covid-19 no município. 

A unidade registrou nas últimas 24 horas, 31 atendimentos e a redução de casos reflete a baixa proporção de positividade das amostras de exames do tipo RT-PCR processadas nos últimos dias. 

Desde o início da pandemia, a Unidade Sentinela Covid-19 instalada na Policlínica Maria Tadeu, funciona como referência para o atendimento de baixa complexidade para pacientes com suspeitas de infecção pelo coronavírus. Setembro registra o menor índice até agora, com 417 atendimentos. Se comparado ao mesmo período de 2020, em que 1.588 atendimentos foram registrados, houve uma queda correspondente de cerca de 80% na busca pelo serviço. 

A unidade funciona 24h e já chegou a alcançar cerca de 500 atendimentos diários. A última transferência para o Centro de Atendimento Covid-19 de Santana, Unidade de Terapia intensiva (UTI) específica para pacientes de média e alta complexidade infectados pela Covid-19, foi realizada no dia 19 de agosto. 

Cinco semanas depois, o número de atendimentos se mantém estável. No período de 01 de junho a 09 de setembro, 75 atendimentos foram registrados no horário específico de 00h até 7h, o que representa cerca de 2% em relação ao total de atendimentos no mês. 

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA), a queda considerável é resultado do avanço da campanha de vacinação, que soma até esta terça-feira, 21, 102.699 doses aplicadas, sendo 73.169 pessoas vacinadas com a primeira dose (76% da população vacinável) e 23.389 pessoas que já completaram o esquema vacinal para combater a doença (28,6%). 

“A cidade atravessa uma contínua redução de novos registros diários. Na distribuição por casos, o número de notificações atingiu o menor índice em agosto, com 966 notificações, sendo 179 casos positivos da doença, de um número que chegou a atingir 2.752 casos positivados em março, quando houve a segunda onda de contaminação. São percentuais de uma relevância epidemiológica muito significativa para o município”, acrescenta a secretária de Saúde, Ithiara Madureira. 

Os indicadores da base de Dados do Departamento de Vigilância Epidemiológica da SEMSA mostram ainda que de janeiro a agosto deste ano, o número de mortes caiu de 23 no acumulado de março, para 4 em agosto, sendo que julho registrou apenas 1 óbito decorrente da doença. 

“É importante esse avanço contra a doença, mas continuamos pedindo que mesmo diante desse cenário promissor, que a população mantenha os cuidados necessários, pois a doença ainda se mantém presente e sabemos como cada um reagirá a ela”, recomenda a gestora.

Enfrentamento à covid-19 

Após um ano e seis meses que o serviço foi implantado em Santana, a Secretaria Municipal de Saúde planeja mudanças para a Unidade Sentinela. O atendimento de pessoas com suspeita de contaminação pelo coronavírus permanecerá centralizado na unidade, mas o horário de atendimento deve ser reduzido. 

A assistência de saúde ofertada pela unidade continuará contando com atendimento ambulatorial de triagem e consulta médica, serviços laboratoriais com exames de RTPCR e teste rápido IGG/IGM para detecção da Covid-19, além de serviços farmacêuticos com a dispensação do kit básico para o tratamento da doença.

A unidade mantém a sala de observação e estabilização de pacientes graves até que eles sejam transferidos para unidades de referências. 

“Visando à humanização dos serviços, contamos com o auxílio do Sistema Nacional de Regulação – SISREG, para pacientes que apresentam quadro grave, que são inseridos no sistema, afim de que sejam transferidos para Unidades referenciadas”, explica o diretor da Unidade, Dr. Admilton Júnior. 

Nesse mesmo sistema é possível a inserção de pacientes para a realização de tomografias computadorizadas do tórax para unidades executoras credenciadas. Os resultados de tomografias mostram imagens típicas da doença, que direcionam a conduta médica, enquanto não há confirmação definitiva do diagnóstico pelo exame laboratorial. 

Esses recursos gerenciados pelo SISREG auxiliam tanto no diagnóstico, como no prognóstico. 

 

Comunicação – Prefeitura de Santana

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Macapá - AP Atualizado às 21h15 - Fonte: ClimaTempo
31°
Trovoada

Mín. 25° Máx. 35°

Ter 33°C 23°C
Qua 34°C 22°C
Qui 35°C 23°C
Sex 34°C 23°C
Sáb 34°C 24°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes