Sexta, 27 de Maio de 2022
28°

Muitas nuvens

Macapá - AP

Polícia Amapá

Em Laranjal do Jari, polícia civil indicia professor por crimes sexuais praticados contra três alunos

De acordo com o Delegado Aluísio Aragão Júnior, os crimes ocorreram separadamente, porém, todos no mês de dezembro de 2021, contra três alunos adolescentes, de 17, 15 e 13 anos de idade, todos do sexo masculino

12/05/2022 às 15h17
Por: Dinael Monteiro Fonte: Polícia Civil do Amapá
Compartilhe:
Em Laranjal do Jari, polícia civil indicia professor por crimes sexuais praticados contra três alunos

A Polícia Civil do Amapá, por meio da Delegacia da Infância e Juventude de Laranjal do Jari, indiciou um professor de uma escola estadual pelo cometimento dos crimes de importunação sexual e estupro de vulnerável.
De acordo com o Delegado Aluísio Aragão Júnior, os crimes ocorreram separadamente, porém, todos no mês de dezembro de 2021, contra três alunos adolescentes, de 17, 15 e 13 anos de idade, todos do sexo masculino.
"O fato chegou ao meu conhecimento através de denúncia anônima, em abril do corrente ano. As investigações demonstraram que uma das vítimas procurou outro professor da escola e lhe relatou que o indiciado, dentro da sala de aula, ficou lhe acariciando/apalpando na região genital, contra a sua vontade. De imediato, o professor, ao ouvir o relato do adolescente, repassou a situação para a Coordenação da escola. A vítima confirmou os fatos aos servidores da escola ligados à Coordenação. O professor que levou o adolescente até a Coordenação afirmou que, no mesmo dia, foi procurado por outros dois adolescentes que narraram que passaram por experiências muito semelhantes praticadas pelo indiciado", explicou o Delegado.
O Delegado informou ainda que, os outros dois adolescentes, talvez, motivados e encorajados pela primeira vítima, relataram os mesmos fatos de modo bastante semelhante, revelando o mesmo "modus operandis" do indiciado, que, de acordo com as investigações, esperava o momento certo, dentro da sala de aula, para cometer os abusos sexuais contra as vítimas.
O professor indiciado, que é primário, está afastado de suas funções desde dezembro e, ao ser interrogado, preferiu fazer uso de seu direito constitucional ao silêncio.
O inquérito policial foi encaminhado ao Ministério Público para oferecimento da denúncia.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Macapá - AP Atualizado às 10h11 - Fonte: ClimaTempo
28°
Muitas nuvens

Mín. 24° Máx. 32°

Sáb 30°C 23°C
Dom 31°C 23°C
Seg 33°C 24°C
Ter 33°C 24°C
Qua 29°C 25°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes